2 de mai de 2011

Evite líquidos durante as refeições

O nosso trato digestivo produz 3 litros de sucos digestivos por dia. Só de saliva são produzidos 1,5 litros! Ainda assim, existem muitas pessoas que dizem não conseguir se alimentar sem tomar algum tipo de bebida, afirmando que o alimento “fica muito seco”.

Várias queixas digestivas podem ter origem a partir da ingestão de líquidos junto ao almoço ou jantar. Desde a boca até o intestino, o alimento sofre a ação de inúmeras enzimas. Para que haja uma boa qualidade do processo digestivo, questões como o PH é importante.

Quando ingerimos líquidos (água, sucos, e refrigerantes, sendo este último ainda mais nocivo) com as refeições, ocorre à diluição do suco gástrico com a modificação do PH local fazendo com que a atividade das enzimas fiquem comprometidas.

O mesmo, favorece não somente a melhor digestão, mas otimiza a absorção de ferro, cálcio, zinco, entre outras vitaminas/minerais, utilizadas em diversas reações bioquímicas.

As pessoas que têm necessidade de ingerir líquidos com as refeições normalmente possuem uma baixa ingestão hídrica ao longo do dia e associam o ato de comer a hora de se hidratar. A inclusão de líquidos durante as refeições também se deve, em parte a má mastigação, característica bastante comum em pessoas cada vez mais preocupadas, estressadas e com menos tempo destinado à sua alimentação.

Para quem tem este péssimo hábito de beber líquidos junto às refeições, existem algumas dicas importantes! A primeira e talvez a mais importante é a mastigação. A mastigação estimula a produção de saliva que além de umedecer os alimentos favorece enzimas digestivas que já iniciam o processo de digestão. Quem não mastiga tem a sensação de que o alimento está seco mesmo e torna mais difícil o processo digestivo.

A segunda dica é, pelo menos, evitar as bebidas gaseificadas (água com gás e refrigerantes) e limitar-se a 200 ml de líquidos por refeição (um copo pequeno de água ou suco). Primeiramente, faça toda a refeição e depois tome o líquido bem lentamente em pequenos goles. Gradativamente vá reduzindo a quantidade de líquidos ingeridos até a total exclusão.

O ideal seria não tomar líquido nenhum de 30 minutos até 2 horas depois das refeições
(tempo necessário para a digestão dos alimentos).

Outra dica é evitar preparações muito secas como: farinha, farofas e empadão, além de não exagerar no sal, pois pratos muito salgados darão mais sede. Esse processo pode levar meses, mas é importante tentar. Com o tempo, o líquido não fará falta nenhuma!
Pelo contrário, deixar de tomar líquidos com as refeições só fará bem para sua saúde!


Vanessa Mara Lodi
Nutricionista TreineBem
CRN10-2310

Nenhum comentário:

Postar um comentário