29 de set de 2010

Over Training


A corrida no Brasil tem se popularizado. Com isso um número cada vez maior de pessoas tem aderido a essa prática. Corredores fazem isso de forma profissional ou amadora. No entanto, sempre tem quem exagera. Um número considerável de corredores pode ter passado ou ainda pode passar por uma fase chamada de overtraining (OT).
O OT nada mais é do que o desequilíbrio entre o treinamento e a recuperação. Diversos fatores podem agir para que ele apareça e estrague a festa: sono, alimentação, estresse e treinamento inadequados. A vontade de querer correr mais rápido, emagrecer em poucas semanas e outras metas ambiciosas, pode provocar esse desequilíbrio fisiológico. Um dos papéis do preparador físico é justamente atuar na dosagem do treinamento e monitorar a recuperação do praticante, não só evitando o OT, mas principalmente levando o atleta a atingir seus objetivos de forma saudável.
Há formas de saber objetivamente se o atleta está nessa fase. Por enquanto os marcadores mais confiáveis são obtidos através de análises sanguíneas. Essa é mais uma razão para que os esportistas, principalmente os mais dedicados, realizem periodicamente exames de sangue para monitorar um ou mais marcadores de OT, além de outras variáveis relacionadas à saúde, como o colesterol, glicemia, ácido úrico, etc a serem discutidos com seu médico.
O treinamento deve ser prazeroso, superando limites nos âmbitos: físico, social e mental, sem deixar de preservar a sua saúde.

Acesse www.treinebem.com e conheça um pouco mais sobre Qualidade de Vida na medida certa.


Nenhum comentário:

Postar um comentário